Pinturabrasileira.com
TEL: +55 11 2872-0550
+55 11 2729-5585
 
   
 

Artistas

Abramo, Lívio
Abreu Amaral, Antonio Henrique
Aguilar, José Roberto
Amaral, Tarsila do
Andrade, Farnese de
Araujo, Carlos
Araújo, Emanoel
Araújo, Octávio
Bandeira, Antonio
Baptista da Costa, João
Baravelli, Luíz Paulo
Bárrio, Artur
Barsotti, Hércules
Bava, Ubi
Bianco, Enrico
Bonadei, Aldo
Brecheret, Victor
Burle Marx, Roberto
Cabral, Antônio Hélio
Camargo, Iberê
Carvalho, Flávio de
Carvão, Aluisio
Carybé, Hector
Castelli, Roberta
Castelli, Roberto
Charoux, Lothar
Cid, Bernardo
Citti Ferreira, Lucy
Dacosta, Milton
De Fiori, Ernesto
Di Cavalcanti, Emiliano
Di Prete, Danilo
Dias, Antônio
Dias, Cícero
Djanira, Motta e Silva
Duke Lee, Wesley
Esquiavan, André
Fiaminghi, Hermelindo
Figueira, Joaquim
Franco, Siron
Gerchman, Rubens
Giorgi, Bruno
Gobbis, Vittório
Goldberger, Ana
Gomide, Antonio Gonçalves
Graciano, Clovis
Gruber, Paulo Fernando
Gruber, Mario
Guerra, Julio
Guersoni, Odetto
Guignard, Alberto da Veiga
Ianelli, Arcângelo
Ianelli, Thomas
Krajcberg, Frans
Kuhn, Heinz
Lauand, Judith
Lemos, Fernando
Leonilson Bezerra Dias, José
Leontina, Maria
Ludolf, Rubem
Mabe, Satoru
Mabe, Manabu
Machado, Juarez
Malfatti, Anita
Maluf, Antônio
Martins, Aldemir
Martins, Manoel
Marx, Antonio
Mattos, Adriana
Mecatti, Dario
Meireles, Cildo
Milhazes, Beatriz
Milliet, Sérgio
Monteiro, Vicente do Rego
Nogueira Lima, Maurício
Odriozola, Fernando
Ohtake, Tomie
Oliveira, Raimundo de
Pancetti, José
Parreiras, Antônio
Paula, Inimá de
Pennacchi, Fulvio
Peticov, Antônio
Piza, Arthur Luiz
Piza, Domingos Toledo
Polo, Maria
Portinari, Cândido
Poteiro, Antonio
Rebolo, Francisco
Ribeiro, Ubirajara Motta Lima
Sacilotto, Luiz
Schendel, Mira
Scliar, Carlos
Segall, Lasar
Serpa, Yves
Serpa, Ivan
Shiró, Flavio
Sigaud, Eugênio de Proença
Silva , José Antônio da
Silva, Francisco da
Squeff, Enio
Sued, Eduardo
Tenreiro, Joaquim
Teruz, Orlando
Torres, Caciporé
Toyota, Yutaka
Tozzi, Claúdio
Tuneu, Antonio Carlos Rodrigues
Vallauri, Alex
Vieira, Joana
Vieira, Décio
Visconti, Eliseu
Volpi, Alfredo
Zanini, Mário

 subir

 
Voltar    

Biografia de Flavio Shiró


Flávio Shiró Tanaka nasceu em Sapporo, no Japão, em 1928. Em 1932 chega ao Brasil e instala-se com a família numa colônia japonesa em Tomé-Açu, no Pará. Em São Paulo, a partir de 1940, estuda na Escola Profissional Getúlio Vargas e torna-se amigo de Octávio Araújo, Marcelo Grassmann e Luiz Sacilotto. Freqüenta o Grupo Santa Helena por volta de 1943, e tem contato com Alfredo Volpi, Francisco Rebolo, Mario Zanini e Manoel Martins. Em 1947, integra o Grupo Seibi, participa da mostra 19 Pintores e, em 1949, do Grupo 15. Viaja a Paris, financiado pelo estado, em 1953, voltando ao Brasil em 1983. Estuda mosaico com Gino Severini, gravura em metal com Johnny Friedlaender e litografia na Escola Superior de Belas Artes de Paris; também freqüenta o ateliê de Sugai e Tabuchi. Nesse período, participa também do movimento artístico brasileiro e integra o Grupo Austral (Movimento Phases) de São Paulo.









CRONOLOGIA









1928 – Nasce em Sapporo, Japão.




1949 - Salão Nacional de Belas Artes - medalha de bronze, Rio de Janeiro.




1950 - Primeira individual, na Enba, Rio de Janeiro.




1951 - Salão Paulista de Arte Moderna, São Paulo.




- 1ª Bienal Internacional de São Paulo, no MAM/SP.




1952 - Salão Paulista de Arte Moderna - prêmio aquisição.




1952 - Exposição de Artistas Brasileiros, no MAM/RJ.




1952 - 1º Salão Sebikai - medalha de ouro, São Paulo.




- Salão Nacional de Arte Moderna, Rio de Janeiro.




1956 - Les Arts en France et dans le Mond, no Musée dArt Moderne, Paris (França).




1957 - 4ª Bienal Internacional de São Paulo, no MAM/SP.




- Stedelijk Museum, Amsterdã e Scheidam (Holanda).




- Festival dArt dAvant-Garde, Nantes (França).




- Salon Comparaisons, no Musée dArt Moderne, Paris (França).




- Réalités Nouvelles, no Musée dArt Moderne, Paris (França).




1958 - Salon Comparaisons, no Musée dArt Moderne, Paris (França).




- Réalités Nouvelles, no Musée dArt Moderne, Paris (França).




1959- Individual, no MAM/RJ.




- Salão Nacional de Arte Moderna, Rio de Janeiro.




- 5ª Bienal Internacional de São Paulo, no MAM/SP.




- Antagonismes, no Musée des Arts Decoratifs, Paris (França).




1960 - Guggenheim International Nova York (Estados Unidos).




- Individual, no MAM/BA.




1961 - Réalités Nouvelles, no Musée dArt Moderne, Paris (França).




- 2ª Bienal de Paris - prêmio aquisição Cidade de Paris - prêmio internacional de pintura.




- 6ª Bienal Internacional de São Paulo, no MAM/SP.




1961/1962 - Arte Latino-Americana em Paris, no Musée dArt Moderne.




1963 - Individual, na Faap, São Paulo.




- 7ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal.




- Salão de Belas Artes da Cidade de Belo Horizonte - 1º prêmio




1965 - Individual, no MAM/RJ.




- Pinturas da América Latina, na Casa de las Américas, Havana (Cuba).




- 8ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal.




- Pintores Nipo-Brasileiros de Hoje, na Embaixada do Brasil, Tóquio (Japão).




1966 - Salon Comparaisons, no Musée dArt Moderne, Paris (França).




1967 - Réalités Nouvelles, no Musée dArt Moderne, Paris (França).




- 9ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal.




1968 - Bienal de Córdoba (Argentina).




1969 - Art Latin-American I – Scandinavia, Noruega, Suécia e Dinamarca.




1970 - Artistas Latino-Americanos de Paris, na Sala Gaudí, Barcelona (Espanha).




-Vision 24, no Instituto Latino-Americano de Roma.




- Bertrand Russel Centenary International Art Exhibition, Londres (Inglaterra).




- 117 Dessins et Gravures de Peintres Latino-Américains, no Centre Culturel, Poitiers (França).




1972 - Jovem Arte Contemporânea, no MAC/USP.




1973 - Neue Darmstadter Sezession, Darmstadt (Alemanha).




1974 - Salon de Mai, no Musée dArt Moderne, Paris (França).




1975 - Individual, no Brazilian-American Cultural Institute, Washington (Estados Unidos).




1978 - Les Huns, no Centre National dArt Contemporain, Paris (França).




- Bienal de Menton (França).




- Jeune Peinture, no Grand Palais, Paris (França).




- Retrospectiva 19 Pintores, no MAM/SP.




1981 - Arte Latino-Americana, no Museu de Osaka (Japão).




1982 - Artistas Latino-Americanos, no Museu de Arte Moderna, Veneza (Itália).




- LAmérique Latine à Paris, no Grand Palais, Paris (França).




1983 - Individual, na Espace Latino-Américain, Paris (França).




1984 - Bienal de Havana (Cuba).




- Entre a Mancha e a Figura, no MAM/RJ.




- Tradição e Ruptura: síntese de arte e cultura brasileiras, na Fundação Bienal, São Paulo.




- Coleção Gilberto Chateaubriand: retrato e auto-retrato da arte brasileira, no MAM/SP.




- Salon Comparaisons, no Musée dArt Moderne, Paris (França).




1985 - Artistas Latino-Americanos de Paris, no MAC/USP.




- Artistas Japoneses na Coleção do MAC, no MAC/USP.




- 18ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal, São Paulo.




1986 - Panorama de Arte Atual Brasileira, no MAM/SP.




1987/1988 - Modernidade: arte brasileira do século XX, no Musée dArt Moderne de la Ville de Paris e no MAM/SP - Paris (França) e São Paulo.




1988 - Vida e Arte dos Japoneses no Brasil, no MASP, São Paulo.




1989 - Panorama de Arte Atual Brasileira, no MAM/SP – premiado.




- 20ª Bienal Internacional de São Paulo, na Fundação Bienal - Prêmio Itamaraty.




1990 - Arte Contemporânea Brasileira, Tóquio, Atami e Sapporo (Japão).




- Façades Imaginaires, Grenoble (França).




1992 - Eco-Art, no MAM/RJ e itinerância – premiado.




1993 - O Desenho Moderno Brasileiro: Coleção Gilberto Chateaubriand, no Sesi, São Paulo.




- Obras para Ilustração do Suplemento Literário: 1956-1967, no MAM/SP.




- Trajetória: 50 anos de pintura de Flavio-Shiró, no Hara Museum of Contemporary Art e no MAM/RJ - Tóquio (Japão) e Rio de Janeiro.




1994 - Trajetória: 50 anos de pintura de Flavio-Shiró, no MASP - prêmio retrospectiva, São Paulo.




- Desenho Brasileiro Contemporâneo, no Karmelitenkloster, Frankfurt (Alemanha).




- Bienal Brasil Século XX, na Fundação Bienal, São Paulo.




1996 - Arte Brasileira: 50 anos de história no acervo do Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo 1920-1970, no MAC/USP.




1997 - Phases: surrealismo e contemporaneidade, Grupo Austral e Cone Sul, no MAC/USP.




1998 - O Moderno e o Contemporâneo na Arte Brasileira: Coleção Gilberto Chateaubriand - MAM/RJ, no MASP, São Paulo.




- Flávio-Shiró na Coleção João Sattamini e Obras Recentes, no MAC/Niterói.




1999 - Into the Light, na Royal Academy of Photography, Bath (Inglaterra).




- Arte Latino-Americana, na Unesco Paris, (França).




2000 - Brasil + 500 Mostra do Redescobrimento. Arte Moderna e Arte Contemporânea, na Fundação Bienal, São Paulo.




- Obra Nova, MAC/USP, São Paulo.













*FOTO: Catálogo Odorico Tavares - A Minha Casa Baiana: Sonhos e Desejos de um Colecionador (pág. 139). Imprensa Oficial do Estado de São Paulo. São Paulo, 2005.


 
?001-2018 Pinturabrasileira.com   Todos os direitos reservados.
By Guest

contato@pinturabrasileira.com